Dia do Nordestino é celebrado em São Paulo com muita festa no Centro de Tradições Nordestinas e Museu da Imigração

02/10/2017 - 12:57 - Sala de Imprensa




Programação repleta de música, dança e atividades culturais acontece nos espaços nos dias 7 e 8 de outubro  

São Paulo é considerada a maior cidade nordestina do Brasil, por ter em seu contingente populacional uma parcela considerável de nordestinos migrantes. Para brindar essa comunidade, que contribuiu e contribui com o desenvolvimento da capital paulistana, é comemorado no dia 8 de outubro o Dia do Nordestino.    

Para festejar essa importante data, o Centro de Tradições Nordestinas e o Museu da Imigração – duas fortes entidades que contam e preservam a trajetória dessa população na capital – estarão em festa em seus respectivos espaços no próximo final de semana, dias 7 e 8 de outubro, com entrada gratuita para o público.

A festa começa no sábado (7) no Museu da Imigração – instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – com o evento “VIVA! Ritmos Nordestinos”.  

Ritmos típicos de vários estados do Nordeste brasileiro são a grande atração dessa edição do VIVA!. O palco terá a apresentação do Núcleo Fervo, que promete um verdadeiro arrastão de frevo pernambucano. O maracatu de baque virado vai tomar conta do jardim do Museu com o grupo Bloco de Pedra. O “aulão de forró” vai preparar e aquecer os visitantes para o show do Trio Cultura Brasileira, que apresenta clássicos do forró pé-de-serra.

Para completar a festa, os visitantes vão encontrar alguns produtos típicos e poderão participar de uma oficina de cordel e aula de dança. O evento é gratuito e vai funcionar das 13h às 17h.

No dia do Nordestino (8), a festança está garantida no principal reduto da comunidade em São Paulo com o evento Somos Todos Nordestinos. O CTN inicia a festa pela manhã em um momento de fé com o show do Padre Marcos Roberto Pires, mais conhecido como o “Padre Elvis”. Com seu carisma e visual que lembra o rei do rock, o padre promete homenagear a fé do povo nordestino.

Ao longo da tarde, o tradicional forró pé-de-serra vai tomar conta do salão principal e do palco do CTN com os Trios Terra da Garoa e Cultura Brasileira. Para incendiar o espaço e promover um verdadeiro caldeirão da cultura nordestina, um grande cortejo de sanfoneiros promove aquele arrastão do público com os grandes sucessos do forró.

Vai estar presente também a bateria da Escola de Samba da cidade de Santos Sangue Jovem, que em 2018 tem como enredo “Em vida de viajante: A bravura Cabra da Peste na São Paulo de Nóis Tudim”, homenageando a presença dos nordestinos em São Paulo.

Em seguida, as cores e os passos do frevo colorem o palco do CTN com os músicos e bailarinos da Companhia Trupe Trupé. À noite, o som grave dos tambores do Maracatu vai homenagear toda a herança e sincretismo cultural vindo da região Nordeste.

A festa no CTN tem início a partir das 10h e segue até às 22h, com entrada gratuita para o público. Confira a programação abaixo

Programação Dia do Nordestino

Sábado – 07 de outubro (Museu da Imigração – VIVA! Ritmos Nordestinos) 

14h – Frevo com Núcleo Fervo

15h – Maracatu com Bloco de Pedra

15h30 – Aulão de Forró

16h – Trio Cultura Brasileira        

15h – Oficina de Cordel

Cordelistas (declamação, venda, exposição das 14h às 17h)      

Domingo – 8 de outubro (CTN – Somos Todos Nordestinos)

10h – Missa nordestina com Padre Marcos Roberto Pires           

13h30 – Trio Terra da Garoa       

15h30 – Trio Cultura Brasileira   

16h20 – Apresentação da Escola de Samba Sangue Jovem          

17h – Cortejo de Sanfoneiros    

18h – Apresentação de Frevo   

19h – Cortejo de Maracatu        

20h – Aula show de forró            

Cordelista (declamação, venda, exposição – Das 13h às 17h)     

Dia do Nordestino

Dia 8 de outubro foi instituído como Dia do Nordestino em São Paulo por meio da Lei 14.952/2009. A data foi escolhida em homenagem ao centenário de nascimento do poeta popular cearense Patativa do Assaré.

A capital paulistana é a cidade que abriga, atualmente, o maior número de nordestinos residentes fora de sua região.  De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), na Grande São Paulo, 82% da população das cidades têm sua origem dos estados do Nordeste e Norte.

A lei também foi um modo de combater o preconceito vivenciado por nordestinos nos diversos âmbitos da sociedade, além de contribuir para o reconhecimento e orgulho da identidade cultural dessa parcela da população. 

SERVIÇOS

Evento: Dia do Nordestino

 

VIVA! Ritmos Nordestinos

Data: 7 de outubro

Hora: das 13h às 18h (bilheteria até às 17h).

Entrada: gratuita

Local: Museu da Imigração – Rua Visconde de Parnaíba, 1316, Mooca – SP

Contato: (11) 2692-1866 / www.museudaimigracao.org.br

 

Somos Todos Nordestinos

Data: 8 de outubro

Hora: das 10h às 22h

Entrada: gratuita

Local: Centro de Tradições Nordestinas – Rua Jacofer, 615 – Bairro do Limão – SP 

Contato: (11) 3488-9400 / www.ctn.org.br


Voltar para Sala de Imprensa