Dragões da Real presta homenagem ao povo nordestino e é vice-campeã

01/03/2017 - 13:07 - Sala de Imprensa




Com enredo sobre a música Asa Branca, escola contou a saga da migração nordestina para região sudeste. CTN teve participação especial no desfile

Muita emoção rolou no Sambódromo do Anhembi. O marrom terroso característico das regiões semiáridas da caatinga, se misturaram ao colorido da arte e folclore da cultura nordestina. Tudo isso num enredo-homenagem da escola de samba Dragões da Real que se tornou vice-campeã do Carnaval de São Paulo 2017.

Apresentando um desfile primoroso, com seus 2,8 mil integrantes que não paravam de cantar o samba-enredo, a escola quase chegou ao título de campeã, conquistando a mesma pontuação da vencedora Acadêmicos do Tatuapé. O que definiu o título para escola da Zona Leste foi o critério de desempate samba-enredo.

CTN participa da festa
O CTN (Centro de Tradições Nordestinas) de São Paulo também participou dessa grande festa. Uma homenagem aos fundadores do centro de cultura e lazer, José de Abreu e Cristina Abreu, foi realizada, os quais vieram como destaques no quarto alegórico. O carro fez uma representação do espaço e mostrou toda a riqueza cultural que o Nordeste trouxe para a capital paulistana.

Estavam presentes também nos desfiles a presidente do CTN, Christiane Abreu, e o diretor artístico Gustavo Lucas. Quem também marcou presença foi a deputada federal Renata Abreu.

A mais jovem escola do grupo especial transformou o sambódromo em uma grande festa nordestina. A Dragões da Real teve como enredo “Dragões canta Asa Branca”, música que é considerada hino do Nordeste, composta por Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira. A presidência é de Renato Remondini (o Tomate) e o projeto de Carnaval é de responsabilidade da comissão formada por Rogério Félix, Dione Leite, Jorge Silveira e Márcio Gonçalves.
A escola desfila nesta sexta (3), no tradicional desfile das campeãs no Sambódromo do Anhembi, a partir das 21h.


Voltar para Sala de Imprensa