CTN oferece exames gratuitos para Outubro Rosa e Novembro Azul

20/10/2021 - 18:45 - Notícias, Sala de Imprensa


Entre os dias 6 e 7 de novembro (sábado e domingo), o CTN oferece exames essenciais de prevenção do câncer de mama e próstata gratuitamente para o público. O Mutirão da Saúde é uma ação em parceria do Departamento Social com o CEPAC Centro de Diagnósticos para conscientização sobre as campanhas Outubro Rosa e Novembro Azul.

Para participar e marcar os procedimentos (mamografia ou PSA), basta entrar em contato por WhatsApp no telefone (11) 94250-1233 e agendar o horário. Depois, seguir atentamente as orientações de preparação para os exames. Os atendimentos serão realizados das 13h às 20h.

É necessário ter mais de 40 anos e apresentar o Cartão SUS para ser atendido. Como parte da ação social, também se solicita a doação de 2kg de alimentos não perecíveis que serão entregues a instituições atendidas pelo CTN na própria comunidade.


Há 30 anos, Outubro Rosa mobiliza sociedade


Desde 2002, o Brasil apoia e promove campanhas e ações de conscientização sobre o câncer de mama e de colo do útero em vários estados. Mas a iniciativa começou nos anos 90, como uma ideia criativa para outro evento importante, também relacionado à saúde. Com mais de 30 anos, o chamado Outubro Rosa ainda mobiliza a sociedade para a medicina preventiva. Veja a seguir mais detalhes sobre essa ideia.



O movimento começou em 1990, quando a fundação estadunidense Susan G. Komen (Susan G. Komen Foundation for the Cure) organizou a 1ª Corrida pela Cura na cidade de Nova Iorque. A maior ONG (em inglês, NPO, Nonprofit Organization) contra o câncer de mama no mundo, com 39 anos de história, entregou aos participantes um laço cor-de-rosa, logotipo da organização a partir de 2008 e hoje símbolo mundial da causa.

Sete anos depois, entidades das cidades de Yuba e Lodi, também nos Estados Unidos, planejaram outras atividades nesse sentido concentradas no mês de outubro. Assim, o Outubro Rosa passou a ser reconhecido internacionalmente. No Brasil o pontapé inicial aconteceu dia 2 de outubro de 2002, com a iluminação do Mausoléu aos Heróis de 32 (o Obelisco no Parque do Ibirapuera) na cor rosa.



A luz em monumentos e pontos turísticos da cidade é para lembrar da inclusão da mamografia e exames relacionados no check-up de rotina das mulheres anualmente. O chamado “autoexame” (observação e apalpação das mamas para identificação de nódulos) é incentivado como ferramenta de autoconhecimento, mas NÃO substitui as radiografias.


Pesquisas apontam redução de quase 40% na procura por mamografias durante a pandemia


O objetivo do Outubro Rosa é lembrar a sociedade da importância do diagnóstico precoce para o tratamento eficaz da doença e a diminuição do número de mortes causadas por ela. Vale reforçar que esse período visa alertar não somente as mulheres, mas todos os cidadãos.

Segundo pesquisa do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), o câncer de mama é o mais comum entre mulheres. Em 2020, foram 66.280 novos casos registrados (29,7% de todos os tipos conhecidos da doença). Também é o que mais mata. Segundo dados de 2019, 18.068 mulheres vieram a óbito decorrente do câncer de mama, representando 16,4% das que enfrentaram o problema naquele ano.



No ano passado, o SUS realizou 2.901.316 mamografias para rastreamento (feitas sem sintomas prévios) ou diagnóstico (feitas para avaliação de alterações já identificadas), 39,1% a menos que em 2019. A pandemia de Covid-19 afastou 1.134.389 mulheres dos consultórios em 2020.

Por isso, organizações como o INCA organizam seminários, exposições e publicações sobre o tema, a fim de combater fake news e orientar corretamente sobre a doença, hábitos preventivos e principalmente, tratamentos com comprovação médica.


Voltar para Notícias

Rua Jacofer, 615
Bairro do Limão
São Paulo – SP

Tel.: (11) 3488.9400

Newsletter CTN (Cadastre-se e receba nossas novidades)